ACLEP NEWS

article thumbnaiEDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL
ASSOCIAÇÃO DOS CRONISTAS E LOCUTORES ESPORTIVOS DO PARÁ ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO O Presidente da Diretoria da Associação dos Cronistas e Locutores...

ESPORTES NEWS

article thumbnaiLeão azul recebe as faixas
Apreparação do Clube do Remo para a Série D do Campeonato Brasileiro atinge um outro estágio hoje, a partir das 10 horas, no estádio Evandro Almeida, o...
.................................................................Nova Edição.................................................................
Banner
Imprimir
PDF
06
Jul

Valcke e Marin em Belém

Hoje pela manhã, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, vem estará em Belém acompanhado do presidente da CBF e do Comitê Organizador Local, José Maria Marín, para inauguração da primeira etapa do Centro Esportivo da Juventude de Belém (Ceju), onde serão entregues dois novos campos de futebol – um de grama natural e outro artificial. No espaço, que ainda receberá outros dois campos oficiais de grama sintética, ainda serão realizadas obras de infraestrutura, como a construção de vestiários, pequenas arquibancadas e outras dependências.

A inauguração marca os primeiros passos do Projeto de Legado de Futebol da Copa do Mundo da FIFA 2014, criado em dezembro do ano passado como uma forma de promover um “legado duradouro” para o futebol no Brasil após a Copa do Mundo da FIFA 2014 e atender, especialmente, os estados brasileiros que não receberam jogos do Mundial. Ao menos este é o discurso do Comitê Executivo da FIFA, que destinou US$ 2 milhões (R$ 4,4 milhões) para a execução das obras em Belém. Um recurso oriundo do Departamento de Desenvolvimento do Esporte na América Latina, que gerencia os projetos para a Fifa e seus parceiros  e deve investir até US$ 45 milhões (R$ 100 milhões) em outros projetos espalhados pelo Brasil.

A proposta inicial do projeto é dotar o Ceju, que está instalado em uma área ao lado do Mangueirão doada pelo governo do Estado, de uma estrutura que o torne um espaço especialmente voltado ao apoio e fomento de projetos sociais ligados ao futebol e voltados para crianças e adolescentes, além do desenvolvimento das categorias de base femininas e masculinas daqueles clubes de futebol locais que não possuem estrutura para fazer esse trabalho - o que em última análise incluiria até mesmo Remo e Paysandu.

De acordo com o presidente da FPF, Antônio Carlos Nunes, o convênio assinado com a Fifa prevê que todo o investimento no Ceju será feito sob a condição de ser destinado exclusivamente ao futebol amador, de categorias de base, cumprindo função social. Além disso, a administração da verba está sendo feita sob a supervisão e condução exclusiva da entidade internacional. “Por meio do trabalho que desenvolvemos na federação, o Pará foi contemplado com esse projeto pela Fifa, mas nada disso seria possível sem as nossas parcerias. Sei do grande alcance social desse projeto que visa, essencialmente, tirar crianças e adolescentes de situações de risco”, comentou Nunes.

No evento deste domingo, programado para começar a partir das 10h30, também são aguardadas as presenças da estrela do futebol feminino, Marta, do capitão do pentacampeonato mundial, Cafu, do membro do comitê executivo da FIFA e vice-presidente da CBF, Marco Polo Del Nero e de representantes da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

Centro Esportivo deve atender jovens

Com uma área total de 49 mil metros quadrados, o Centro Esportivo da Juventude de Belém (Ceju) terá quatro campos oficiais de futebol, sendo três de grama sintética e um com grama natural. Todos com o chamado padrão Fifa. O campo principal será de grama sintética e terá dimensões oficiais, medindo 105m x 68m. Um segundo terá o mesmo tamanho, só que em grama natural. Já os dois campos auxiliares, ambos em material sintético, medirão 100m x 65m.

A meta do projeto é atender aproximadamente de 400 jovens pertencentes às categorias de base dos clubes filiados à FPF, além de um projeto social que atenderá aos jovens de 9 a 14 anos residentes no entorno do Mangueirão. A segunda etapa das obras deve ser entregue apenas em novembro deste ano.

De acordo com Fernando José de Castro Rodrigues, diretor técnico da FPF e responsável pela elaboração do projeto aprovado pela FIfa no início deste ano, O Ceju também será utilizado como um polo de capacitação para profissionais de diversas áreas ligadas ao esporte, abrindo vagas de estágios para jovens treinadores, formandos em educação física, fisioterapia, medicina esportiva, entre outras área ligadas ao futebol.

“O projeto de Belém foi o primeiro a ser aprovado pela Fifa, ainda em janeiro deste ano, como parte do programa de investimentos nos estados que não receberão jogos da Copa. Com a reforma e ampliação do Ceju, nós poderemos propiciar um suporte maior às categorias de base, não só de Remo e Paysandu, mas principalmente dos clubes amadores que disputam competições da FPF e que não possuem estrutura adequada para trabalhar na formação de jovens atletas”, explicou o dirigente.

“O nosso maior objetivo é transformar Belém em um centro de capacitação e desenvolvimento de futebol. Vamos dar aos jovens profissionais que estão se formando em educação física, medicina esportiva, fisioterapia, nutrição e precisam de estágio uma ótima oportunidade para que iniciem a carreira”, acrescentou. (SC)

Banner
Banner
Banner

Fale Conosco

ACLEP
BR-316 Km 05
Alameda Vita Maués s/n
Bairro: Levilâdia - Ananindeua.
CEP: 67.015-650
Fone: (91) 3245-0603
Email: aclep@aclep.com.br